terça-feira, 21 de abril de 2009

Touro

Todos nós passámos, já, por momentos tenebrosos. Todos. Com mais ou menos experiência de vida. Mas, por um segundo que fosse, aliviámos o peso de alguma dor, de cabeça encostada na vidraça da janela. A contar pingos de chuva. Aos quais fazemos chegar outros tantos que da nossa alma os olhos recebem. Já fitámos o Sol. Sem lhe sentirmos o brilho. Apenas o desejo de lhe puxar um raio e , assim, iluminarmos quem amamos. E que sofre.
Cada um de nós tem um amor seu que sofre.
Olha-se para os lados. Em todas as direcções parece que ele vem. Que nos fita. E que nos finta.
Ele. O mau da fita. O vingador de infernos que não desejámos. Por mais que jamais o céu tivessemos implorado para o nosso dia-a-dia.
Ele aí está em grande. Olho à volta e vejo almas sangrentas, qual força interior...
A ele - ao mau da fita - já lhe ouvi chamar de tudo. Bicho, coisa má, "aquilo", porco, filho da puta.
Ultimamente, às voltas, com os pensamentos trocados, rodeada de livros, que médica não sou. Leio sofregamente por ajudas. Para a minha alma, que me dói. Que agora, verdadeiramente, conhece a dor de tantas mãos que aqui me apertam a minha, há que tempos.
Tem-me tocado. Na arena que a nós nos uniu, afinal, junta-se mais uma mulher. Uma das mulheres da minha vida.
Lembrei-me, ontem, de um nome para para ele.

Touro.

És um Touro. És sumptuoso. És gigantesco. Dominas.
Mas, com todo o respeito que o teu lombo e cornos possam sugerir, permite-me informar-te que, nas melhores touradas, nunca as palmas são para ti. Nunca as rosas são em tua honra. Nunca os homens chamam por ti. Não vi mulher alguma acenar-te o lenço.

Somos muitos. Somos muitas. Muita gente que reza, zela, luta para que o império e o sucesso na TUA arena passe a pertencer a outrém: aos nossos amores.

Em nome de todas nós - que todas temos um amor a quem acolher no teu terreno- desafio-te. Desafio-te, Touro, a impedir que as lágrimas de tantos de nós, hoje e amanhã, se desvaneçam de esperança, fé, união.
E acredita, meu caro... Que eu até gostava de touradas. Não se lembrassem os doutores de te chamar cancro.

És um touro.

Mas nós... Nós somos os melhores forcados que algum dia o público aplaudiu.

Um beijo no coração a cada um dos nossos amores.

14 comentários:

Graça Lopes disse...

Agora foi a minha vez de chorar...
Vou secar as lágrimas e depois volto.

pensamentosametro disse...

Contem sempre comigo para uma 1ªajuda carregada, vamos pegar-te de praça a praça não importa quantos sejam os derrotes que dês no percurso.

Beijos


Tita

Linda disse...

Agora fiquei sem palavras... e choro!
Choro por quem não conseguiu recolher as flores nem ouvir as palmas...

Beijoooo

Emilia Almeida disse...

Ovinho,querida.Tanta dor ,tanta amargura nos transmite neste post tão verdadeiro,tão real.Todos nós estamos a sofrer porque temos um amor a sofrer por causa desse maldito bicho.Ele é muito mau e faz-nos sofrer muito...A quem ele ataca e a quem está em volta.
Ele é mau realmente mas a nossa força vai derrubá-lo.
vamos ter fé,vamos acreditar,vamos dar força a quem está a sofrer e a lutar com ele.Há sempre vencedores,há sempre casos de sucesso,por isso vamos acreditar que o nosso vai ser mais um caso de sucesso.Falo pela sua Zézinha,a quem mando um grande beijo e muita muita força.Falo pela minha mãe que está á espera do resultado de uma biopsia..."todos nós temos um amor que sofre"Beijinhos e não desanime

Mila

Dina disse...

A estes touros, como aos outros, temos que olhá-los de frente para lhes provarmos que não nos metem medo.
Porque o medo tolda-nos os pensamentos e os movimentos...e nestes casos precisamos de toda a coragem que tivermos e toda a que nos possam emprestar. Porque a coragem alheia também nos fortalece.

Brancamar disse...

Sem comentários e comovida! Fui lendo e fui-me comovendo, nem imaginava de quem era o post. Para além de me comover por todos os amigos que amamos, mando um beijo para a tua Zézinha e espero que esta semana esteja a ser melhor que a anterior.
Estou no local de trabalho também rodeada desse Touro, o sobrinho de uma amiga, uma colega com uma recidiva, outra que se aposentou e foi operada hoje ao estômago pela mesma razão, mas apesar de os Touros serem muitos, vamos pegá-los bem de frente e agarrá-los pelos cornos. A pega é difícil, mas é possível.
Beijinho grande para ti e para todos os que sofrem.
Para a Milinha um beijinho de esperança, porque vai correr tudo bem com a mãe, esperamos notícias boas.
Branca

Ovinho Estrela(do) disse...

O intuito não é "chorar".
É, sim, provar que estamos sempre "lá", unidos, todos, de volta de quem nos toca!

O intuito é ter mais força!

À Linda... Querida, há sempre rosas que levam no coração e palmas que escutam nos céus. Beijo daqui até o céu, Linda. Bem sei... Bem sei... *


Graça: Já falámos. Soube bem.


Mila: Um beijo no coração de todas as Zezinhas! Não será amargura, isto. Antes um grito de força!


Dina: é na fase do medo que o touro avança. Disso não tenho dúvidas. Mas os "forcados" são sempre muitos.

Branca: Tourada por todo o lado. Mas os amigos, a família, todos unidos, seremos superiores aos forcados profissionais. Somos os forcados da vida de quem amamos.


Tita: Tu estás sempre "cá"... Estás sempre para todos. Se conheço pessoas que vibram com o bem dos outros, tu és, indubitavelmente, uma delas. Beijo imenso, mão amiga.

...............................

Beijinho a todas! A todas.

*

Anónimo disse...

Ovinho diz muito bem todos passam por momentos dificeis, também me tocou... uns correram bem outros não. É preciso muita coragem e confiança... Desejo-lhe muita força e confiança e nunca perder a esperança.
Bj e muita luz.
Gena

Ovinho Estrela(do) disse...

Geninha: estas palavras não são causa minha. São causa de todas nós que aqui convivemos e que temos sempre alguém que precisa de amor, contra as marradas do touro.
Sim, desta vez toca-me a sério. Mas é um apelo a todas para que estejamos sempre "lá". Junto de quem merece o nosso amor. Cada um de nós tem um amor que sofre...

:)

Beijinhos para si e para a minha querida família, aí uns 100 metros abaixo de si... Saudades de todos eles... :(

paula disse...

Esse touro não sabe com quem se meteu... Aqui neste ginásio pegasse o boi pelos cornos...
acreditar, acreditar, acreditar...
Entregar a deus, confiar, pensar positivo é o mote para a vitória...
Só por hoje não me preocupo...
cura vida e alegria para todos
Paula PAdinha

fj disse...

Um beijinho à zézinha!
Um abraço Ovinho.

pin gente disse...

dou-te a mão com que enxuguei as lágrimas e junto-as às tuas. faremos um oceano salgado onde as ondas vencerão o medo de morrer na areia. a nossa força será dupla, a tua, a minha. contruiremos um anel com os nossos corpos e nele envolveremos todos os amores que nos restam. diremos não! encher-nos-emos de coragem de mãe com filho em campo de batalha, filha com pais em luta pela vida, irmãos, amigos, todos o que passam no nosso coração, e são tantos, em busca do apasiguar de uma agonia. em busca de vitória!
dou-te a mão com que enxuguei as lágrimas e junto-as às tuas. para nos felicitarmos pelo valor da amizade. para festejarmos o sermos quem e como somos. para nos aplaudirmos o vitorioso e não desdenharmos do derrotado. pois, de mãos dadas, vamos derrotá-lo.


estamos a fazê-lo. é duro. é irreal. mas ela vai conseguir... acredito que a nossa ajuda tem sido o maior dos alentos.
um beijo grande, grande
luísa


ovinho
o teu textos está soberbo, magnífico, tocante,... FORTE!
parabéns!

votos de melhoras para quem dela precisa. muita força, muita coragem... tudo de bom!
abraço

Cátia disse...

Minha querida,

Não podia deixar de passar por aqui e deixar algumas palavras... O meu coraçao ficou apertado, sentido... o texto que escreves é muito forte, mas muito bonito por ser carregado de sentimentos, de verdades que te vao no coraçao... Foi aqui que as gotas da tua alma juntaram-se às gotas da chuva... foi aqui e tantas vezes noutros lugares... mas nesse momento haverá aquele raio que terá que raiar para haver o dia.

Abraço apertado
CA

IsaLenca disse...

Texto comovente e que toca a todas nós, directa ou indirectamente. Sabemos, infelizmente, que por vezes o touro vence mas há cada vez mais casos de sucesso, de vitória, mesmo que para tal várioa degraus tenham que ser transpostos. Nós, todas juntas, vamo-nos ajudando umas às outras, vamos todas construindo degraus fortes para que, em conjunto, consigamos dar a força, a esperança e,sobretudo, para que todas possamos acreditar. ACREDITAR SEMPRE!
Um beijo grande e o desejo que o próximo ano traga a derrota dos bichos, touros, cornudos e o alcance da VITÓRIA.