quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Bem-vindo ao Mundo encantado dos brinquedos! La La La!! :)

Assim, em poucas palavras! Já conhecia, que já! Mas tem sempre aquele encanto! Aquela vontade de ser pequenina, de ser fofa, kutchi-kutchi!
E a saudade?! Oh, as saudades de brincar com os meus brinquedos!
Jogos do vosso - meu - nosso tempo! Que importa? De pais para filhos, de irmãos para irmãos, do primo para a vizinha! A herança de brinquedos outrora raridade, um luxo! O encanto é sempre o mesmo! A intemporalidade!
Jogos, casinhas, carrinhos, servicinhos de chá! Bonecas! Ai, as bonecas! Vi lá uma Nancy igual à minha! Quem se lembra das Nancy? :)
E a que eu vi era tão chique! Casaquito de peles, a fina!
Bonequinhas de trapos! No fim, não resisti! Uma no colinho!
E havia Barbies! E o Ken! Aliás, dois Ken! Musculosos! Dentro de um jipe! (as vítimas do meu mms provocante que se acusem!)
Oh! Que tarde! :)
Amei! Amei! Amei! Amámos, pronto!

Foi no Museu do Brinquedo! (Google it)

Enjoy it!


















17 comentários:

Pó de Estrela disse...

Ovinho

Eu também conheço o museu do brinquedo, mas é sempre com uma alegria nostálgica que o visito. Estou à espera que a Inês cresça para a levar lá!

Entretanto ainda por cá andam umas Nancys, barriguitas, uma Bella com a minha idade e uma Brunetta ( que tu não deves conhecer, pois ainda devias ser projecto de alguém...) com a malinha, vários vestidos, uns SAPATOS e CARTEIRA DOURADOS e um casaquinho, que eu desejei para mim até quando tinha para aí 14 anos!!!!

Lá em Armamar, tenho aqueles tradicionais:fogões, aviões, autocarros, loucinhas, máquina de costura, bonequinhos de bolso, com as pernas e os braços presos com elásticos, uma bola de serrim que foi antecessora do ió-ió...enfim, um mundo de recordações que quando lá entramos, é como se uma mão quente nos acariciasse num dia de Inverno.

Gostei muito que te tivesses lembrado de nós ao trazeres-nos as fotografias. Comecei bem o dia!!! :)
Sinto a tua falta no meu sítio!!!:(

Beijinhos cheios de Pó de Estrela.

Anónimo disse...

Oi, oi!
É mesmo o mundo encantador dos brinquedos, tão giro, tão giro! Nunca tinha visitado e foi mesmo maravilhoso. Mesmo tendo visitado, é como diz a Pó de Estrela, também é bom ver em fotografia!:-)
O meu marido cortou-te a cabecinha! :-D
Ai e tmbém fui vítima de assédio por parte de um Ken em tronco nu! Tão maluca és, tinhas medo que não tivesse reparado? :-D
Beijos a todos, Mariana

Ovinho Estrela(do) disse...

Pozinho das (minhas) Estrelas: Também ainda tenho as panelinhas de quando eu era pequenota! E algumas bonecas! Adoro, sobretudo, uma que a minha Mãe me trouxe de Espanha! Tinha eu 8 anitos! :) Com um vestidinho de baptizado e foi a minha primeira "muñeca hablante"! Dizia "Mamã" e quando lhe dava um biberão que trazia, mexia os labiozitos! eheheh
Saudades da minha Nancy! A minha era morena e a minha Avó fazia-lhe vestidinhos de lã! Céus, que vontade de rir me dá quando penso na minha Nancy! :)
Como a sua neta vai adorar brincar daqui a uns anitos com os brinqueduxos da Avó! :)
Daqui a duas semanas passarei a visitá-la como antes, prometo! Por agora ando entre laurear a peneira pelas terras de Portugal e o trabalhito! :) Aproveito para enviar por si um beijinho para a Canduxa!
Muitos beijinhos!



Mariana: Pois eu estava a ver que dali ainda tinhamos que ir contigo ao Toys 'R Us mais próximo comprar alguima Barbie loira! :D
O chefe da casa cortou-me a cabeça, mas teve sorte em eu não ter encontrado a fotografia dele nos andarilhos... Que a pnha aqui nas brincadeiras de rua da época e cortava-lhe os pés!! ehehehe :D
Beijo grande, Mary&Ana! See You at Friday night! :)

elvira carvalho disse...

Não conheço o museu. Também nunca tive brinquedos. Uma vez a minha mãe comprou-me uma boneca de papelão. E disse-me que não a estragasse, era para mim e para a minha mana. A boneca era preta, e eu nunca tinha visto um preto e pensei que a boneca estava suja. Vai dai mergulhei-a na celha onde a minha mãe tinha a roupa na saboneteira. Escusado será dizer que a minha mãe levou um susto quando foi lavar a roupa, e eu meia dúzia de chapadas, porque tinha estragado a boneca que ela comprou com tanto sacrifício. E nunca mais tive um brinquedo...
Um abraço e bom fim de semana

Anónimo disse...

Acabámos de regressar de lá, a Rita não se calava e em uma semana visitar pela 2ª vez o Museu não foi enfadonho, há sempre alguma coisa engraçada que fica por ver. Adorámos! Hoje não havia jogos de rua mesmo estando o sol a aquecer o terraço exterior.As meninas brincaram, havia mais crianças, sempre se fez tempo até acabar o congresso do marido.
Ainda está a exposição da escola antiga e consegui uma fotografia das palmatórias sem reflexo do vidro. Assustador ve-la no computador, maior, lembra-me as reguadas... ihihih!
(Deixaste tudo arrumadinho ou as empregadas é que são mesmo limpinhas? ihihihih! A coincidência é que fiquei com o Jorge no mesmo quarto que usaste a semana passada!) :-)
Liga o telemóvel para entrar o mms e olha que não é nenhum Ken atrevido! .-)
Boa viagem para logo se não falarmos antes, divirtam-se.Bem dizias tu que ainda ias "laurear" o biquini, está solllll, imagino lá e amanhã vai aquecer mais.
Para amanhã já te deixo um beijinho, ovo, faz um ano, não nos esquecemos. Beijos da serra até ao céu, como dizes.:-(*
Beijos ao ginásio, Mariana
(Olá, Linda, para a semana vou adicioná-la, está bem? Beijos, Mariana)

Graça Lopes disse...

Embora a Barbie seja quase da minha idade, não tive o prazer de privar com essa menina nos meus tempos de criança. Alguns brinquedos dos que vejo aqui são mais da minha memória, mas mais de ver nas festas a vender e o meu dinheiro nunca chegava para essas "extravagâncias". Com os filhos as coisas mudaram a aí conheci as Barbies, Kens, Nancys, Nenucos,...
Com arcos e ganchetas, laranjas verdes, latas, e outras improvisações , penso que brincava mais do que muitas crianças de agora. Que saudade!
Beijos e bom domingo.

Anónimo disse...

À semelhança de muita gente da minha idade, eu não tive muitos ou quase nenhuns brinquedos, o que não era propriamente sinal de pobreza. Mas havia em redor quem tivesse mais do que eu e mesmo com o passar dos anos com os filhos e netos, ainda há brinquedos reais que existem em pequenas feiras e que me fazem recordar o pouco que tive. O Museu do Brinquedo é o centro onde todos se reúnem, desde os mais de luxo aos mais vulgares e é muito agradável estar-se a passear lá dentro rodeadas de bonecas antigas, carrinhos em latão e tudo o que era daquele tempo! Também tem sempre uma exposição de época e outra relacionada com alguma história infantil, com bonecos mais actuais, em tamanho real. Todas muito bonitas de visitar. Actualmente penso que é o Capuchinho Vermelho.
Boa noite e um abraço

Carmen Filipe

Anónimo disse...

Ovo

*
Amanhã vai ser mais fácil.
Beijos de todos para os 4, Mariana

Eugénia Proença disse...

Recordar é viver. Infelizmente não fiquei com nenhum dos meus brinquedos, uns foram destruidos outros a minha mãe deu para outras crianças.
Quando tiver possibilidade vou visitar este museu. Obrigada Ovinho
Bj.
Gena

Anónimo disse...

É claro que também tinha que vir deixar aqui mais um beijinho.

Que coisa... O que vale é que me fazes rir!!
um beijinho virtual, a juntar aos outros reaizinhos e bem fresquinhos.
Beijos tb ao ginásio, beijos Linda Carmo!
Mariana

Anónimo disse...

Elvirinha: Dessas bonecas contou-me a minha Mãe muitas histórias! :) Também eram assim as dela e as da minha tia! E em pedra! A minha Avó fazia os vestidinhos! Apesar das chapadas que levou... Confesso que me ri por pensar que a bonequita estava suja! Beijinho, querida amiga! *


Mariana: não vale a pena recomentar-te! Já falámos sobre isso tudinho o que escreveste! Gostei muito das fotografias! Isso é que eu ainda não tinha tido a delicadeza de dizer! :)



Graça: eu também não tive nenhuma Barbie, nem a irmã portuguesa dela - a Tuxa! Mas uma Nancy eu tive! Era tão bonita! :)
Alguns destes brinquedos ainda aparecem para venda naquelas tendas mais antigas no Socorro e nos Remédios! Beijinho, Graça!*



Carmen Filipe: Quando lá estive, dias antes de ter colocado aqui as fotografias, era, de facto, a exposição do Capuchinho Vermelho. Ainda tirei algumas fotografias! E de tão real que é, achei mesmo assustador o Lobo-Mau dentro da cama, esperando pelo Capuchinho...
Há 2 anos estive, também, lá e a exposição era da Branca de Neve!
Realmente é sempre bom estar no Museu. É sempre engraçado! Beijos!*




Mariana: Claro que sim... Todos os dias e momentos de recordação custam... Mas no Domingo foi terrível, admito. Um ano que fez e parece ter sido há um minuto... Obrigada pelo mimo! :)



Geninha: da minha infância restam-me duas bonecas! Que adoro! :)
O Museu não é muito longe de si! Querem ver que ainda combinámos e vamos lá todas! :)
Excursão Régua-Seia! ehehehe
Beijinho, Geninha!*



Mariana: aos reais que me deste já não deves estar a achar tanta piada, amiga!! Ora diz lá que, afinal, o virtual até não tem vantagens e as serenatas à janela! Beijinhos, minha amiga maluquita! :)
*

.................................

Beijinhos muito grandes a todas!
Ah pois... Já sei que os dispensam!! Suas mássssssssss!! :D
*

ovinho*

Anónimo disse...

Eu vou fazer um cartaz a dizer "Teresa I love you"!! Aparece na tua janela pelas 20 h de amanhã!! ih ih ih ih!

Get well soon, my friend! :-)
Beijos, Mariana

Eugénia Proença disse...

Que boa ideia, era giro iamos todas em excursão, vá combine e diga, eu alinho. Espero que não fique no ar a ideia
Jinhos
Gena

Dina disse...

Onde é esse?
Conheço o museu do brinquedo em Sintra mas esse deve ser mais a norte...certo?

Teresa disse...

Mariana: Eu sei que tu "loves me"! :)
O que eu mais gostei foi do arremesso de bombons! A partir de amanhã já podes vir sem cartaz! :) Maluquita! :D
Beijinhos!



Geninha: apre, que uma diz "mata" e a outra remata com "esfola"!! Por mim... Em Dezembro há um feriado que no meu caso será presenteado com uma "ponte" simpática! Vamos organizar-nos, pois! :) A ver vamos...!



Dina: é em Seia! :)
O de Sintra ainda não conheço eu! Mas quem conhece diz que é lindo! Fica a Dina encarregue de blogar sobre ele! (Ai pensava que eram só discos pedidos?? eheheeh)

Beijinhos! **********

Tite disse...

Querida Teresa,

Adorei esta tua descrição do Museu do brinquedo de Seia.
De facto ainda não foi há muito tempo que deixaste de brincar. Além de que continuas a brincar com os teus meninos, alunos e filho incluído.
Eu estou mais na situação da querida Elvira. No nosso tempo o dinheiro rareava para essas coisas bem supérfluas. Os pais preocupavam-se que houvesse dinheiro para comida e roupas. Brinquedos... viria um, se houvesse dinheiro, lá pelo Natal e seria, como foi o meu caso, para poupar bem poupado pois o fogão e a boneca que eu tanto estimei serviram para oferecer a uma prima lá da terra quando os visitámos um belo dia e não havia dinheiro para comprar lembranças a todos.
Por isso tanto brinquei com os filhos e agora com as netas.
Lamento, no entanto, que agora se esbanje tanto dinheiro com brinquedos ao ponto da miudagem já nem ligar ao que recebe. Só querem o que ainda não têm.
Outros tempos, outras mentalidades.

Agradeço, porém o agradável passeio.

Beijosssss

Teresa disse...

Tité: realmente, ainda ontem eu brincava com bonecas e servicinhos de chá fofos! E quando digo ontem... Refiro-me assim há mais ou menos umas boas duas décadas, mais uns 8 anitos em cima! Coisa pouca! :D
Beijosssssssssssssss**